Informação sobre raiva, causas, sintomas e tratamento da raiva, identificando seu diagnóstico e as formas de transmissão, abordando a raiva em diversos animais, como o cão e contribuindo com dicas para irradicação deste problema de saúde.


terça-feira, 18 de setembro de 2012

Período de incubação e transmissibilidade da raiva

O período de incubação da raiva é bastante variável entre as diferentes espécies de mamíferos. No homem, em geral, vai de 2 a 10 semanas, em média 30 a 45 dias. Porém há relatos de poucos dias até vários anos. Esse período depende da natureza da exposição (extensão, profundidade, localização etc.), da quantidade de inóculo (carga viral) e da cepa do vírus rábico. O período em que o animal transmite a doença varia conforme a espécie, mas em todos eles, inclusive no homem, precede ao aparecimento dos sinais e sintomas, e perdura durante o quadro clínico até a morte. O contato com orgãos, vísceras, fluidos ou secreções mesmo após o óbito, pode transmitir a doença, pois o vírus continua viável. Esse período de transmissibilidade foi bastante estudado em cães e gatos, e inicia-se 2 a 4 dias antes dos sinais e sintomas, ocorrendo a morte em cerca de 5 dias, após instalado o quadro clínico. Daí existir a recomendação, com base científica, da observação animal, nas espécies canina e felina, ser feita durante 10 dias. A observação animal é apenas para cães e gatos, não devendo ser aplicada aos outros animais, pois não há comprovação científica sobre o período de transmissibilidade para outras espécies.
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL